Menu Principal

Vender ou alugar um imóvel?

Vender ou alugar um imóvel?

 

Seja novo investidor ou herdeiro, a decisão sobre o que fazer com um imóvel disponível vem acompanhada de uma pergunta essencial: alugar um imóvel ou vender um imóvel? A resposta envolve muitos pontos e é preciso considerar alguns riscos do mercado imobiliário, bem como as necessidades financeiras e disposição de cada vendedor.

Aluguel

A primeira consideração que o proprietário deve fazer é que, ao alugar um imóvel, é preciso incluir no cálculo os gastos com a manutenção do local, como reformas, taxas de administração e outros impostos – a maioria de responsabilidade do proprietário. Além disso, é necessário calcular a taxa de aluguel, ou seja, o valor que será recebido mensalmente sobre o valor do imóvel.

No momento em que for definir o preço do aluguel, é importante saber se o valor corresponde aos imóveis disponíveis para aluguel na vizinhança. Dificilmente um locatário irá escolher a propriedade mais cara.

As vantagens em alugar um imóvel estão na possibilidade de valorização do mesmo, que pode ser vendido posteriormente e gerar novos ganhos, bem como na divisão de capital em uma renda mensal – ideal para pessoas pouco disciplinadas com o dinheiro.

As desvantagens ficam por conta da inadimplência do inquilino, a possibilidade de desvalorização do imóvel, inflação acima do valor do aluguel e vacância. O último caso é a maior preocupação dos locadores, pois enquanto o imóvel não produz renda, ao mesmo tempo está gerando despesas, como IPTU e condomínio, em caso de apartamentos.

Em relação à renda financeira, é preciso ter atenção e decidir se o proprietário precisa de uma grande quantia em dinheiro rapidamente – para comprar outro imóvel, por exemplo – ou se é mais vantajoso ter quantias pequenas mensalmente. Neste caso, o valor total da propriedade não possui liquidez e, caso o locatário necessite do montante, não terá o valor imediatamente.

Venda

Ideal para os disciplinados, vender um imóvel e ter uma renda líquida abre novas possibilidades de rendimentos. É possível aplicar o dinheiro em investimentos de baixo risco, por exemplo. No entanto, o proprietário deve estar atento à taxa básica de juros, usada como parâmetro na maioria das aplicações financeiras do mercado, exceto ações.

A principal vantagem ao optar pela venda é a liquidez do dinheiro, ou seja, a disponibilidade de usar quantias maiores da renda do imóvel quando necessário. Mesmo que, inicialmente, o proprietário não precise de grandes quantias de dinheiro disponível, é importante contar com uma renda extra para emergências e eventualidades.

As desvantagens da venda fica por conta do aumento da inflação, queda na taxa de juros, falta de disciplina com o capital e despesas inerentes à atividade financeira.