Menu Principal

Seguro Fiança: o que é e como funciona?

seguro-fianca-aluguelO seguro fiança é uma facilidade para ambos os lados na hora de alugar um imóvel. Em resumo, funciona assim: o locador que aderir à modalidade do seguro fiança terá a garantia de receber o aluguel em dia, pago pela seguradora. Já o locatário terá uma alternativa, caso não consiga ou não queira encontrar um fiador.

O aluguel de um imóvel sempre foi uma operação difícil e delicada, tanto para proprietários quanto para inquilinos. Para o proprietário, pela dúvida no recebimento do valor do aluguel, além da preocupação se o inquilino vai cuidar de sua propriedade. Já o inquilino precisa encontrar o imóvel adequado por um preço acessível ao seu orçamento.

Para facilitar a transação direta entre proprietários e inquilinos foi criado o site Proprietário Direto, que elimina intermediários na negociação, deixando-a mais ágil.

O problema surge na hora de fechar o negócio e assinar o contrato. Como ficam as garantias locatícias? O locatário terá que procurar um fiador com propriedade, em geral não residencial, na cidade em que o imóvel está sendo locado, situação sempre complicada e desagradável. Já o proprietário pode ter a dificuldade em proceder à análise de credito tanto do inquilino como do possível fiador. Como resolver esta questão?

Uma lei de 2009, que alterou a lei do inquilinato, mais antiga, de 1991, regulamentou a modalidade de Seguro Fiança ou Seguro Aluguel, instrumento que veio solucionar as dificuldades tanto do proprietário quanto do inquilino.

Como funciona o Seguro Fiança

Este seguro funciona da mesma de forma semelhante ao seguro de veículos. Em caso de sinistro, representado pelo não pagamento do aluguel pelo inquilino,o prejuízo será coberto pela seguradora. E quem paga o Seguro? Proprietário ou inquilino? Normalmente é pago pelo inquilino (locatário) nas condições acordadas com a Seguradora. Porém, há casos em que o proprietário prefere pagar, embutindo o valor do seguro no aluguel.

Durante muito tempo este tipo de seguro foi pouco utilizado, principalmente pelo alto custo, que chegava a representar até 3 vezes o valor do aluguel mensal. O despertar das seguradoras para esta nova modalidade provocou inevitável aumento da concorrência e consequente redução do custo, hoje equivalente, na média, a 1,2 vezes o valor do aluguel.

Quais os benefícios do seguro fiança?

** Para o Inquilino (locatário)

• Evita o constrangimento na busca de um fiador.

• Maior agilidade na aprovação do contrato

• Parcelamento do valor do Seguro

• Descontos em transportadoras para a mudança e serviços de assistência, como por exemplo: reparos e limpeza de caixa d’água, chaveiro, eletricista, encanador, etc

** Para o Proprietário (Locador)

• Análise de crédito do inquilino sob a responsabilidade da seguradora

• Certeza do recebimento do aluguel e encargos, sem a necessidade de entrar com ações na justiça.

• Opção de inclusão decoberturas adicionais, tais como: danos físicos ao imóvel, multa por rescisão contratual e pintura completa, pagamento de condomínio, IPTU, água, gás canalizado, luz, etc.

As coberturas adicionais são definidas pelo proprietário, lembrando que quanto mais for exigido, mais caro ficará o seguro e, portanto, mais difícil será alugar o imóvel. Coberturas adicionais, que estejam no CPF do inquilino, como água, luz, gás, por exemplo, podem ser dispensadas sem risco para o locador.

Seguro fiança sem burocracia

A contratação do seguro fiança é simples e rápida. Em geral as seguradoras exigem que o locatário ou pessoas responsáveis pelo pagamento do seguro comprovem renda mensal de, no mínimo, três vezes o valor mensal da locação. O seguro fiança poderá ser contratado na modalidade anual ou plurianual, com renovações obrigatórias.

O site PROPRIETÁRIO DIRETO disponibiliza o passo a passo para a contratação desta modalidade. Para saber mais clique aqui.

*** POR: Peter Koch Ouriques, sócio diretor da Securys Corretora de Seguros, especializada em Seguro Fiança