Menu Principal

Cinco dicas para comprar imóveis como investimentos

Comprar Imóveis para investimentos

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), cerca de 30% das pessoas que já compraram imóvel, adquiriram a propriedade como forma de investimento, em busca de segurança e rentabilidade.

A verdade é que investir em imóveis exige certo cuidado. É preciso pesquisar bastante e estar sempre atento a algumas questões. Se você quer começar a atuar nesse mercado, confira cinco dicas básicas e importantes que devem ser seguidas para quem deseja comprar imóveis para investir.

1- Preste atenção na localização

Explore e conheça o perfil da região. Veja se o local oferece boa infraestrutura como comércios, fácil acesso aos meios de transportes, escolas, hospitais e áreas de entretenimento. Além disso, verifique se o bairro é silencioso e tranquilo. Todas essas questões atraem muito mais interessados para o imóvel.

2- Escolha o perfil de imóvel adequado

O ideal é escolher um perfil de imóvel que gere lucro. Atualmente, quem quer investir no mercado imobiliário busca por apartamentos menores, com um ou dois dormitórios, que estejam localizados próximos aos grandes centros.

3- Prefira imóveis com áreas comuns completas

Uma área comum completa valoriza a propriedade e faz toda a diferença na hora do locatário ou comprador optar pelo seu imóvel. Casas e apartamentos localizados dentro de condomínios que oferecem segurança, conforto e áreas de lazer, são ótimos investimentos.

4- Imóveis na planta e terrenos também são boas opções

Os terrenos são ótimas opções de investimento, principalmente quando estão localizados dentro de um condomínio. Especialistas explicam que esse tipo de propriedade tem valorização contínua.

Os imóveis na planta também estão na lista de melhores investimentos. Conforme a construção vai ficando pronta, o valor da propriedade aumenta ainda mais.

5- Investigue!

Procure saber sobre cada detalhe do imóvel ou terreno que você está adquirindo.  Conheça o histórico do bairro, da construtora, estilo de vida dos vizinhos. Enfim, junte o maior número de informações possíveis. Essa atitude ajuda a evitar surpresas desagradáveis posteriormente.

Com informações Portal VGV.